MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE CAMPINAS - PALÁCIO DOS AZULEJOS Twitter Facebook
Atividades > Paradinha Musical > Paradinha no MIS - Maria Bethânia
Bookmark and Share
02/12/2010 (17:30)

Paradinha no MIS - Maria Bethânia

Conheça um pouco mais sobre a cantora que revolucionou a forma de se fazer espetáculos no Brasil

camisetas Paradinha no MIS
audição comentada de LPs
quinta-feira, 2 de dezembro
17h30

Maria Bethânia

Chamada carinhosamente de Minha Rainha pelo Rei Roberto Carlos, Maria Bethânia revolucionou a forma de se fazer espetáculos no Brasil, intercalando músicas com poemas de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes, Clarice Lispector, Guimarães Rosa e outros, criando um estilo próprio lembrando peças teatrais.

Mais que uma cantora, uma intérprete com status de autora, transforma as músicas escolhidas para seu repertório com uma propriedade e apropriação que sacralizam seu canto.

Desde seu primeiro sucesso, a canção de protesto Carcará, sua estréia profissional em 1965, quando substituiu a cantora Nara Leão no espetáculo Opinião, seus espetáculos sempre estiveram entre os mais importantes da história da música popular brasileira, como Arena canta Bahia e Tempo de guerra, ambos dirigidos por Augusto Boal, também competindo em festivais.

Foi idealizadora do grupo Doces Bárbaros (típica banda hippie dos anos 70), onde era um dos vocais, e lançou um disco ao vivo homônimo juntamente com os colegas Gal Costa, Caetano Veloso e Gilberto Gil, LP considerado uma obra-prima.

Envolta a muitos prêmios e parceirias, Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Tom Jobim, Noel Rosa, Gonzaguinha, Roberto Carlos, Vinícius de Moraes, Roberto Mendes, Jorge Portugal e Milton Nascimento, são os compositores com maior número de interpretações na sua voz e seu trabalho continua nessa trajetória mágica- majestosa que desenvolveu ao longo de sua brilhante carreira.

Participe! Você pode trazer seus LPs de Bethânia para compartilhar conosco!!!

Grátis